FGF divulga nota sobre declarações do diretor da Abecat

A Federação Goiana de Futebol divulgou na tarde desta quinta-feira (1º), nota esclarecimento sobre as acusações da diretoria da Abecat, que o presidente André Luiz Pitta estaria cobrando R$ 150 mil reais para aceitar a Abecat Ouvidorense mudar da cidade de Ouvidor para a cidade de Três Ranchos.

A FGF esclarece que para transferência de sede, o clube filiado deve realizar a respectiva mudança estatutária e comprovar o pagamento das taxas conforme publicado na portaria nº 40/FGF/2016 e tabela da Confederação Brasileira de Futebol.

Por fim, informa ainda que tomará as providências devidas e adotará as medidas judiciais cabíveis quanto aos eventuais crimes de injuria e difamação praticado.

André Pitta disse que não recebeu nada sobre a desistência da Abecat de disputar o Campeonato Goiano da Divisão de Acesso.

Um comentário

  1. Reply Post By Jaim Ramos

    Caros internautas! Pela minha experiência com a vivência dentro do rádio esportivo , lidando diariamente com o “produto futebol”, confesso que seria interessante a polícia entrar no meio disso aí. As declarações do Diretor do ABECAT de que a FGF, através do Presidente PITA teria feito exigências financeiras para atender ao pedido do filiado, merece investigação. A gente está vivendo num mundo de verdadeiro “CAÇAS AS BRUXAS”, então a polícia precisa investigar isso aí. Cheira muito mal para o futebol goiano e a gente precisa de transparência dentro da FGF que é a gigolô do futebol goiano, como dizia o comentarista Washington Luiz, já falecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *